quinta-feira, 1 de março de 2012

Experiências com plantas - tropismos


Tropismo é o movimento feito pelas plantas e por algumas espécies de fungos, ou pelos seus órgãos, executado através de acção hormonal e orientado em relação a um agente externo. Podem ser positivos (em direção a esse agente externo) ou negativos (em direção oposta ao agente externo).

Alguns exemplos de tropismo são:

Hidrotropismo: quando o vegetal cresce em resposta a água. O órgão mais sensível a este tipo de tropismo é a raiz.

Fototropismo: quando o agente é a luz. A parte iluminada cresce menos, provocando um fototropismo positivo, que é o crescimento do vegetal em direcção à fonte luminosa. Isso ocorre, pois as hormonas de crescimento (auxina) migram para a parte não iluminada (fugindo da luz), o que faz com que essa região cresça mais rapidamente provocando uma curvatura em direcção ao estímulo.

Geotropismo: quando o agente é a acção da gravidade. É positivo quando segue o sentido da gravidade (crescimento das raízes) e negativo quando é oposto à gravidade (crescimento dos ramos).

Quimiotropismo:quando o agente é químico. Ex.: tubo polínico em direcção ao óvulo.

Tigmotropismo:quando cresce em torno de um suporte. Ex.: gavinhas das videiras e caules de plantas trepadeiras.

Resolvemos experimentar alguns.

Hidrotropismo da raiz da cebola:


Colocámos a cebola em suspensão a alguns centímetros da água. Passados alguns dias as raizes começaram a desenvolver-se e as folhas a formar-se.



Geotropismo do feijoeiro:




Colocámos alguns feijões em suspensão dentro de um frasco  e colocámos numa estufa a 18ºC. Passados dois dias os feijões germinaram e começou a crescer a raiz na direção do chão. Invertemos o frasco e ...
   
                          ... a raiz também inverteu o sentido do seu crescimento.

Fototropismo do feijoeiro:



Colocámos os feijões na estufa a germinar e depois colocámos dentro de uma caixa com uma abertura lateral.


Passados três dias os nossos feijões estavam claramente inclinados na direção da abertura.
 Será que brevemente teremos feijões "à janela"?

08-03-12 E cá estão eles:

Os feijoeiros que estavam na caixa cresceram mais que os que estiveram sempre
completamente expostos à luz mas tinham as folhas mais pequenas. 

Relativamente ao Tigmotropismo, durante a visita ao jardim de Aromas que podes visitar aqui, recolhemos algumas imagens de plantas que usam gavinhas para "treparem" em busca da luz do sol.





7 comentários:

  1. As expriencias estão esprtaculares já fiz 2

    ResponderEliminar
  2. professora quanto tempo demora pra aparecer as raizes da cebola?
    aguardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Geralmente ao fim de três dias já se começar a ver raízes novas

      Eliminar
  3. Vejo que já muitas visualizações no blog! PARABÉNS!

    ResponderEliminar
  4. parabéns!! muito boa o metodologia utilizada para melhor aprendizagem dos alunos.

    ResponderEliminar
  5. muito legal as experiencias:]

    ResponderEliminar